Vai ser criado backup de dados da humanidade na Noruega. E o Brasil já aderiu

A Piql garante que a tecnologia usada, apesar de exigir instruções básicas para que os futuros habitantes do planeta possam ler os dados, está apta a manter o arquivo entre 500 e 1000 anos.

A Piql ainda não está em condições de reclamar o estatuto de salvadora do mundo. E se tudo correr bem, nunca será conhecida por esse feito. O que não a impede de apostar em uma atividade potencialmente redentora, a criação de um arquivo com documentos livros ou arquivos variados em um repositório subterrâneo da ilha de Svalbard que foi batizado com o sugestivo nome de World Arctic Archive.

Mesmo na ilha de Svalbard, o World Arctic Archive não é um caso único. O novo repositório vai ser instalado em uma mina abandonada, que por sua vez, já foi devidamente adaptada para receber o Global Seed Vault, que preserva atualmente sementes de mais de 1,5 milhões de plantas, que poderão ser usadas nos casos de reabilitação de espécies em vias de extinção.

Veja matéria completa aqui por Exame Informática.