Reputação digital: como você vem construindo a sua?

Especialista ressalta que a forma como nos comportamos na internet impacta diretamente na nossa imagem hoje e no futuro.

Você consegue imaginar que no início deste século não tínhamos acesso as principais redes sociais hoje presentes diariamente em nossas vidas? Atualmente, a forma como as pessoas se relacionam e emitem opiniões tomou proporções inimagináveis. Se levarmos em consideração a proliferação de plataformas como Facebook, Linkedin, Whatsapp e Instagram, verificamos que o desenvolvimento e a manutenção de uma boa reputação digital é fundamental não só em relacionamentos informais mas também no âmbito profissional.

Já em 2009, segundo pesquisa realizada pela Harris Interactive, concluiu-se que 45% dos empregadores avaliavam o perfil de candidatos em redes sociais como parte do processo seletivo de seus futuros empregados.

“Este valor potencialmente ‘revelador’ pode existir porque as pessoas publicam informações de modo mais honesto através de seus comportamentos representados em perfis de Facebook do que ao preencherem formulários online”, verificaram os autores da pesquisa “Incremental Validity of Social Media Ratings to Predict Job Performance” (“Validade Incremental das Pontuações em Mídias Sociais para Prever a Performance de Trabalho”).

Conforme explica Denise Maia, especialista em Social Business da DMS (Digital Marketing Solutions), tudo que um usuário escreve ou compartilha nas redes sociais irá refletir o que ele pensa. Segundo ela, é impossível criar uma personalidade para o meio social e outra para o meio profissional. Embora sejam plataformas com objetivos distintos, a pessoa não pode publicar algo no Facebook e apresentar uma postura oposta quando atua no Linkedin.

Outro aspecto apontado pela especialista é que ninguém consegue separar a “persona digital” da identidade no mundo afora, sendo que a repercussão de nossas ideias e conceitos nas redes sociais se alastram rapidamente. “A grande questão é que o mundo digital não diferencia passado de presente, nas redes tudo acontece sem distinção de tempo. Por isso, é preciso prestar atenção à forma como você interage para tratar a todos com respeito – ainda que você tenha opiniões divergentes – e manter a coerência.”, diz ela.

“Suas ações on-line refletirão nitidamente de forma positiva ou negativa no mundo “off-line”, dependendo apenas de como você se comportará. Essas ferramentas são extensões da sua personalidade, das suas responsabilidades, dos seus princípios, e por isso, servem como um poderoso filtro para escolha no mundo real”, completa Denise.

Preservar uma marca pessoal e filtrar uma boa rede de contatos é extremamente valioso, explica ela. Qual o conceito que as pessoas têm de você e o que diz seu cartão de visitas nas redes sociais são as duas perguntas que devem ser feitas para começar a trabalha-la. “Transparência, construção de repertório e bom senso formam o tripé essencial para ser relevante nas redes sociais e construir uma reputação positiva. O resultado dessa visibilidade favorável vai aparecer em propostas de trabalho e network qualificado”, afirma a especialista.

A especialista destaca algumas dicas pontuais sobre o que se deve e o que não se deve fazer para fortalecer a reputação digital no meio profissional do usuário nas redes sociais

O que é indicado fazer:

1 –  Ter um perfil no Linkedin atualizado: mostre quem é a empresa, o que representa e o que faz, divulgando informações relevantes sobre a empresa dentro do perfil (site, portfolio, depoimentos de clientes, etc).

2- Ser embaixador da sua marca – Acompanhar as publicações de sua empresa e parceiros de negócios e compartilhar este conteúdo com suas conexões.

3 – Compartilhe conteúdo semelhante: Seguir a página da empresa nas redes sociais e compartilhar as publicações com sua rede

4 – Ficar atento a conteúdos similares: Encontrar conteúdo relevante sobre o mercado em que sua empresa atua para ficar informado e compartilhar com suas

5 – Interagir com profissionais de Marketing: Procurar interagir com os profissionais da área de marketing da empresa, buscando qual seriam as mídias importantes onde ela está presente e se interessando pela estratégia.

O que deve ser evitado:

1 – Curtir, comentar, compartilhar informações irrelevantes ou inadequadas

2 – Incluir informações no perfil que não condizem com a realidade. Exemplo, um supervisor que se diz gerente.

3 – Deixar de informar resultados obtidos, prêmios ou reconhecimentos

4- Fazer comentários inadequados esquecendo-se que aquele comentário está público.

Sobre Denise Maia

É especialista em Marketing pelo IBMEC-SP.

Após mais de 20 anos de atuação em multinacionais como IBM, HP e EMC, utilizou o conhecimento adquirido desenvolvendo ferramentas via web e criou a DMS – Digital Marketing Solutions, empresa especializada em apoiar profissionais a otimizar o uso do LinkedIn como ferramenta de networking profissional, seja para recolocação, para evoluir na carreira ou para a geração de negócios.

Sobre a DMS – Digital Marketing Solutions

A DMS é uma empresa de consultoria e treinamento do uso do LinkedIn para carreira e geração de novas oportunidades de negócios. A missão da DMS é mostrar como essa poderosa rede social, com mais de 450 milhões de usuários em todo o mundo, vai muito além da atuação com recolocação de profissionais no mercado. Ela também – e principalmente – apoia empresas na identificação de parcerias, busca de investidores e geração de leads.

Acesse: www.dmsdigital.com.br