Poltrona antissono previne cochilo de motoristas

Assento antissono

Uma equipe multidisciplinar brasileira está desenvolvendo uma poltrona automotiva antissono, para minimizar o risco de acidentes sobretudo com motoristas profissionais.

A tecnologia pioneira e inédita foi criada por engenheiros e pesquisadores da fabricante de ônibus Marcopolo, do CEMSA (Centro Multidisciplinar de Sonolência e Acidentes) e da Woodbridge, que fabrica espuma para assentos automotivos.

A poltrona é equipada com quatro dispositivos de distração mecânica e fisiológica: assento vibratório, manta térmica de aquecimento, sistema de refrigeração e alto-falantes para mensagens.

Os comandos da cadeira são acionados por um aplicativo de celular, que se comunica com a poltrona por Bluetooth. Um módulo integrado, por sua vez, é responsável por receber os comandos e registrar os dados coletados sobre o estado de fadiga do motorista, bem como tempo de viagem e horário.

Batizada de Assento Antissono, a poltrona tem como objetivo prolongar o estado de alerta e atuar durante as fases de sonolência e fadiga do motorista de veículos pesados (ônibus e caminhões) e, assim, reduzir o alto índice de acidentes causados no transporte de pessoas e de carga.

Veja matéria completa aqui por Inovação Tecnológica.