Manifestações contra assédio são assunto nas redes sociais durante o Carnaval 2017, aponta estudo

Pesquisa mostra que as mulheres dominaram as redes sociais no decorrer da maior festa brasileira.

São Paulo, março de 2017 – O Carnaval no Brasil sempre foi considerado umas das maiores, mais populares e agitadas festas do mundo e que a cada ano ganha novos espaços e significados para quem participa do festerê. E para entender melhor o que se passou na comemoração, a equipe de Inteligência de Dados da The Aubergine Panda, em parceria com a plataforma de análise de dados STILINGUE monitoraram a internet para saber mais o que foi falado sobre o assunto. Foram coletadas mais de 850 mil menções entre os dias 25 e 28 de fevereiro e também desk researchde notícias com as palavras chave ”carnaval 2017 dados”, ”carnaval 2017 assedio”, entre outras, no período de 01 a 28 de fevereiro.

Segundo análise, as mulheres comandaram esse Carnaval em diversos aspectos. O público feminino foi o grande gerador de conteúdo com 52% do total de posts e compartilhamentos nas redes sociais comentando sobre diversos assuntos dentre eles maquiagens, fantasias e assédio.

Pensando em assédio, tema que vem sido amplamente discutido e muito falado durante o Carnaval deste ano, houve algumas campanhas para conscientizar a sociedade dentre elas a #MeuNumeroÉ180, criação da The Aubergine Panda pensada por e para mulheres em 2016, que começou na internet, local ideal para viralizar a importância da denúncia, gerando mais de 1 milhão de interações orgânicas nas redes sociais. Importante ressaltar que entre os Carnavais de 2015 e 2016, o serviço Disque 180 registrou aumento de 221% nas ligações recebidas. Outra ação que chamou a atenção foi a #ApitoContraoAssédio da Skol, que distribuiu mais de 50 mil apitos em blocos de rua pelo país. A ideia é que as mulheres utilizassem quando se sentissem assediadas ou desrespeitadas de alguma forma.

Em relação as redes sociais com mais engajamento, o Twitter foi o maior propagador de memes no período com 42%, o segundo lugar ficou o Instagram com 35%, seguido do Facebook com 20%. Os conteúdos foram os mais variados dentre eles looks, fantasias, paisagens paradisíacas e, claro, muitas selfies! Além disso, a maior parte das publicações foram realizadas por meio de aparelhos mobile com 63%, enquanto que o desktop representou 37%.

O estudo completo pode ser baixado gratuitamente neste link: http://data.auberginepanda.com/analise-carnaval-2017

 

 

Sobre o Stilingue

O STILINGUE é especialista em fornecer análises de influenciadores e de conteúdo na internet – compreendendo mais de 15 mil veículos de notícias (portais, impresso, rádio e TV), 100 mil blogs, fóruns, reviews, principais redes sociais e websites. Diferente de qualquer solução similar no mercado, a plataforma da empresa é a pioneira na aplicação de inteligência artificial aplicadas a textos (especialmente ao idioma português) e imagens. Um grande diferencial e reforço para os profissionais de publicidade e comunicação. Mais informações em https://stilingue.com.br/

 

Sobre a The Aubergine Panda

A The Aubergine Panda é uma agência que une criatividade, inteligência de dados e tecnologia para realizar projetos inovadores e otimizar resultados. Campanhas de marketing de conteúdo, mídia, gestão de redes sociais, estratégia de reverberação e engajamento estão no portfólio da agência, que também cria e desenvolve aplicativos e plataformas digitais. Fundada em 2010, conta com uma equipe de 50 colaboradores e tem entre seus clientes Grupo Kroton, Grupo JCA, Tabasco®, Bayer, EY, Carglass e Oracle.