Impressão 3D viabiliza criação de brinquedo inclusivo

Togotoy foi desenvolvido por estudantes para que crianças com e sem deficiência visual pudessem interagir juntas.

Dois estudantes universitários, Giulia Pereira e Vitor Akamine, de design gráfico e engenharia mecatrônica, respectivamente, desenvolveram um brinquedo que tem como objetivo integrar crianças com deficiência visual (baixa ou nenhuma visão) com crianças videntes. Batizado de Togotoy (togo significa integração em japonês, enquanto toy é brinquedo em inglês), o projeto foi iniciado em junho de 2016 e os estudantes utilizaram um software de modelagem 3D da Autodesk e a própria impressão 3D para viabilizar a concepção dos protótipos.

Dois fatores fizeram diferença para desenvolver o Togotoy, segundo Akamine. O primeiro deles foi o conceito de colaboração da ferramenta Autodesk Fusion 360, que permite o acesso a projetos pela nuvem. Dessa forma, tanto Giulia, que estuda na Unesp Bauru, quanto ele, que está na Politécnica da USP, puderam acessar o arquivo e criar, juntos, o brinquedo inclusivo.

Veja matéria completa aqui por IP News.