Estaríamos mais perto de encontrar alienígenas? – IQ Intel

Obsessão de grande parte da comunidade científica, achar vida fora do nosso planeta parece cada vez mais provável com novos recursos.

Há vida lá fora? Estaríamos sozinhos nesse universo? As perguntas aparecem desde a infância, quando entendemos a riqueza do nosso planeta e o aparente vazio do sistema solar. Produções de ficção como “Homens de Preto”, “Contatos Imediatos de Terceiro Grau” e “ET” mostram a nossa obsessão (ou medo) de encontrar extraterrestres. Em tempos em que a tecnologia permite que olhemos a alguns anos-luz de distância pelas lentes de telescópios, estaríamos mais perto de encontrar alienígenas? Ao olhar para o noticiário dos últimos tempos, parece que sim. Ao menos nunca tentamos tanto quanto agora.

Antes, vale lembrar que embarcamos nessa jornada de buscar vida lá fora há algumas décadas, o que é pouquíssimo tempo, considerando a idade de nosso planeta. Recentemente, a China quebrou alguns recordes quando o assunto é buscar vida extraterrestre. No país asiático foi construído o maior radiotelescópio do mundo. Chamado de FAST (Five-hundred-meter Aperture Spherical Telescope), o equipamento custou US$ 180 milhões e teve sua construção iniciada em 1994…

t5

Matéria completa: http://iq.intel.com.br/estariamos-mais-perto-de-encontrar-alienigenas/