Brasil assina acordo de cooperação técnica com a Coreia do Sul para pesquisa científica

Na cerimônia de abertura do Fórum RNP 2016, o embaixador da Coreia do Sul no Brasil, Jeong Gwan Lee, e a presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), Francilene Garcia, assinaram um acordo de cooperação técnica para projetos de pesquisa, ciência, tecnologia e inovação entre os dois países.

O embaixador ressaltou a importância da pesquisa científica na Coreia do Sul, onde a escassez de recursos naturais só foi compensada graças ao desenvolvimento de novas tecnologias. Ele acredita que a parceria será produtiva para aumentar a competitividade dos dois países. “A assinatura do acordo significa o começo de variados projetos em conjunto e uma caminhada lado a lado para um futuro de prosperidade”, declarou Lee.

Na solenidade, o diretor-geral da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Nelson Simões, afirmou que a organização desenvolve uma infraestrutura avançada para educação e pesquisa fundamental para a integração de laboratórios e institutos nacionais de CT&I e, consequentemente, para a produção de conhecimento. Ele apontou a necessidade de estratégias específicas para o campus universitário. “Precisamos de maneiras para colocar o campus como um lugar especial para cooperação e desenvolvimento”, afirmou Simões.

Durante o evento, o secretário executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Elton Zacharias, informou que a pasta está em um momento de reorganização do orçamento. Já a presidente do Consecti, Francilene Garcia, complementou que é preciso um novo método de avaliação de CT&I.

 Sobre o Fórum RNP

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) realiza em Brasília, entre os dias 8 e 10 de novembro, o Fórum RNP. O tema este ano é “Ciência, Tecnologia e Inovação em Rede”. O encontro promove um debate sobre a importância e os desafios para as áreas de ciência, tecnologia, educação, saúde, cultura e defesa. O Fórum RNP é dirigido a gestores de universidades e instituições de pesquisa, além de coordenadores de projetos e fornecedores de TIC. O evento será realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB), localizado na Asa Norte. Também será possível acompanhar a programação de forma distribuída, a partir do Rio de Janeiro, no auditório do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), e de Salvador, no auditório do Instituto de Matemática da Universidade Federal da Bahia (UFBA). “O Fórum RNP vai discutir os rumos do uso de tecnologia da informação e colaboração para a ciência e cultura e será ainda um momento de integração da comunidade científica brasileira para a construção de uma visão do futuro”, destaca Gorgônio Araújo, diretor-adjunto de Relações Institucionais da RNP.